domingo, 25 de abril de 2010

"Quero morar em uma batisfera..."

Cabe mais um?

* Eu já moro em uma.

* "Que mundo pequeno", "que mundo grão de arroz", "que mundo gergelim"...

Meu mundo é uma batisfera.

* Será que um dia a gente vai adicionar alguém no Facebook com zero amigo em comum?

>> Trilha para esse momento "6 Graus de Separação My Ass" :

SMOG - Bathysphere - 2003

* Abaixo, aquela versão mais linda da Cat Power, do disco "What Would the Community Think", em um vídeo (é fan-made) tão sufocante que achei perfeito para a ocasião:

Cat Power - Bathysphere - 1996

* E depois, o próprio Bill Callahan e um mullet poderoso em momento flying solo. Percebam como ele acabou adotando a versão da Cat Power:

Bill Callahan & Mullet - Bathysphere - 2009

When I was seven my father said to me,
"But you can't swim."
And I've never dreamed of the sea again.


>> Quem ganha?

--> Please:

Para ouvir a original, diretamente do álbum "Wild Love", de 1995:

[ SMOG - Bathysphere ]

sábado, 24 de abril de 2010

Aos Mestres, com carinho.*

* Adoooro um título cafona. haha

* Olha que dica legal do site da Urban Outfitters!

* Saindo um pouco daquela onda (já enjoativa) de cartazes alternativos para filmes clássicos, o site Postcards to Alphaville propõe algo interessante.

* Cada post/trabalho é feito por um artista diferente e a regra é ver um filme e desenhar um cartão postal para um dos personagens! Simples assim:





* Acho que não preciso dizer que coloquei as fotinhos em ordem de preferência - por filme. Dos cartões, adoro o cartão enviado ao Corvo. E ao Homem Misterioso do "Estrada Perdida".

* Dá para escolher seus postais por personagem, artista ou filme. A idéia do editor Paul Paper (vale mandar para o "nomes adequados" da TRIP???) é que o projeto vire um livro, claro.

* Para qual personagem do cinema você mandaria um postal? Pro Dude? Pro Donnie Darko? Pra Barbarella? Pro Ferris Bueller?

--> LINKS:

[ projeto "Postcards to Alphaville" ]

[ site da Urban Outfitters ]

--> Post Relacionado:

[ Crazy For Cult - cinema & arte & nerdice ]

Marc Johns

Paper Towel Art, by Marc Johns

* Coloquei três fotos do "trabalho em toalha de papel" do ilustrador Marc Johns lá no blog de banheiro. Ele havia postado isso há muito tempo no Flickr, mas as fotos voltaram a circular no twitter e aproveitei a oportunidade.
>>>> STOP THE BAD MUSIC!!!

* Também aproveitei para fuçar o site oficial com muita calma e salvar os trabalhos (surreais) preferidos:





--> Para stalkear o Marc Johns à vontade (ele tem Flickr, Twitter, Blog, Facebook, etc.):

[ Marc Johns ]

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Geek Power + LOSTMania = Muito Amor

* Mais uma para colecionar... Olha a capa incrível da WIRED de maio:


* Na matéria sobre o conflito de gerações do mundo geek (Bill Gates: "É estranho o quanto essa indústria envelheceu. Quando fizemos a revolução do microprocessador, não havia UM adulto, ninguém era 'velho'!"), as melhores passagens são as que se referem ao maluco do Steve Wozniak, co-fundador da Apple e ex-participante do "Dança dos Famosos" americano. Pensa...

* Algumas das fotos:

>> O Bill Gates não poderia ser um integrante do Vampire Weekend, Hold Steady ou Arcade Fire hoje (foto 1)? Tô achando até gatinho, hehe:

* Sobre a transformação do nerd em ícone da cultura pop:

"On the positive side of the ledger, this friendly hacker type has also become a cultural icon — the fuzzy, genial whiz kid who wields a keyboard to get Jack Bauer out of a jam, or the brainy billionaire in a T-shirt — even if today he’s more likely to be called a geek."

* O Wozniac é o da foto número 3 acima e o da 8 na foto abaixo. Mas, coloquei essa aqui só por causa da camiseta do número 5 (Andy Hertzfeld, designer do primeiro Macintosh), que diz: I'M USER FRIENDLY. Genial:


>>>>> ATENÇÃO >>>>> WOW WOW WOW: LOST ALERT!

* E daí, logo depois dessa matéria, como quem não quer nada, a Wired manda um especial do LOST sem o menor aviso. A chamada completamente escondida na capa, nem dá para ver!

* Eu colocaria todas as fotos e todos os trechos aqui, mas como dá para ler tudo online, não teria o menor sentido (link no final do post). Mesmo assim, preciso muito arquivar ao menos essas:

>> Olha o QG do LOST. Olha essa lousa. As fotos. Os post-its. A mesa...:

>> Fiquei tonta buscando todas as referências da pintura abaixo. Ela estava na Comic-Con também? Não lembro de ter visto... Bem, esse desenho não está na versão impressa da revista, só online:

>> Do site:

"Memento Mori, by Dan Lydersen

Based on the 17th century painting, "Self-Portrait with Vanitas Objects" by Dutch painter David Bailly, Dan Lydersen's "Memento Mori" explores Lost's first five seasons Renaissance-style.

The twist: Rather than depict the artist holding a portrait of himself as an old man, as in the original, Lyderson pictures the Man in Black holding a picture of John Locke."

>> Abaixo, a "Rede de Intrigas" do seriado. Completinha e cheia de nós:

>> Clique aqui para ver essa web no site, com legendas explicativas.

* Adoro a tag "Never seen on the island. (Alive)". HAHA

--> LINKS:

[ Para ler: GEEK POWER ]

[ Para ler: GETTING LOST ]

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Viciei: "Communist Daughter - Not The Kid"

Communist Daughter

* Eu não consigo parar de ouvir o álbum de estréia da banda Communist Daughter, de Minneapolis (hoorray!). É melancólico, já aviso, mas a voz do (vocalista) Johnny Solomon compensa qualquer tristeza que saia das letras de um cara "auto-exilado" em um fim de mundo qualquer de Wisconsin.

* O nome do disco já entrega o clima denso: "Soundtrack to the End". E o nome da banda, para quem já se perguntou, vem sim daquela música linda do Neutral Milk Hotel.

* A primeira música que ouvi foi "Not The Kid", tão linda que anexei o vídeo abaixo só para convencer os que têm preguiça de ir ao MySpace ou de baixar o CD. Linda de verdade. E, sorte de vocês, é a mais "alegrinha" do disco. Folk-pop-rock dos bons:

* Johnny Solomon, pelas duas únicas entrevistas que consegui achar, parece o típico caipirão (no offense!) barbudão, esquisitão, quietão, que não se sente à vontade na cidade grande...

O motivo que o levou a sair dela ele não revela, mas o fato é que ele passou dois anos isolado compondo no porão do restaurante que abriu na minúscula cidadezinha de Prescott (4 mil habitantes, na divisa do estado de Minnesota com o Wisconsin). Chamou os amigos quando tudo estava pronto e foi ali mesmo que eles ensaiaram o CD todo, sempre depois que o "chef" Solomon largava a cozinha, já tarde da noite.

--> Para baixar:

[ Communist Daughter - Not The Kid.mp3 ]

--> Para ouvir mais:

[ MySpace: Communist Daughter ]

Blanca Gomez: Cidades Ilustradas

* Que bonito o trabalho da ilustradora e designer gráfica Blanca Gomez!




* Qual a tua preferida? Cidade, não ilustração. =)

--> Para saber/ver mais:

[ Cosas Minimas: Site Oficial ]

[ Flickr da Blanca Gomez ]

(via Words & Eggs e outros tantos tumblrs e blogs por aí)

sexta-feira, 9 de abril de 2010

B.E.C.K. - Um Highlander

* Quando peguei a FILTER (de março, última foto deste post) lembrei que eu tinha outras revistas antigas com o Beck na capa. Com a MESMA cara de sempre. Com cabelo comprido, ou com visual caipira, depois folk, depois moderno, depois hippie... mas sempre com aquele olhar de quem levou um susto com o flash.

* Ou com um sorriso Monalisa. Ou aquela cara de quem acabou de acordar e penteou o cabelo com a mão. Ou fazendo cara de irmão mais velho do Michael Cera... Alguém já viu os dentes do Beck? Eu não.

* Ele está quase entrando naquela categoria Keanu Reeves de homem Highlander. Não muda e está envelhecendo muito bem. Concordam, meninas?

* Retrospectiva Beck, dos 26 aos 39 anos (Quarentão em julho):

1996 - Soy Un Cowboy - Artista do ano (SPIN)


1997 - Soy Un Dandy - Rolling Stone


1998 - Soy Un Clubber Mutante - SPIN


2005 - Soy Un Indie Asustado - FILTER


2006 - Soy Un Antenado - WIRED


2008 - Soy Un Genio Excéntrico


2010 - Soy Chic - FILTER

* Gosto de todas elas. Das capas & das fases.

Photoshop & the Delete Key

* Eu faço parte da turma que ficou decepcionada com esse vídeo que desvenda o "segredo" das cenas externas dos seriados americanos. "Segredo" só para mim, né, que não tenho familiaridade alguma com o Photoshop do cinema (você sempre me engana, Chroma Key!). Juro que acreditava que havia uma câmera seguindo a Betty pelas ruas de Nova York. Mas, confesso que aquela balsa em chamas do Grey's Anatomy nunca me enganou. Enfim, esse vídeo fez eu me sentir bem idiota:

* Daí, imagina a minha cara de "essa juventude está perdida" quando vejo a demonstração do novo Photoshop, com data de lançamento prevista para 12 de abril.

* Eu ainda preciso de um curso do Senac para aprender a manipular todas as ferramentas do programa. Da primeira versão. Ainda não manjo nem 1/3 do que ele é capaz e não consigo identificar as alterações de uma versão para outra. Mas o que pega mesmo é que vejo uma mágica-tchanaaam como as do vídeo abaixo e percebo que nem suar para tentar tirar uma foto legal a gente precisa mais. A tal teclinha delete* faz tudo por você:

*A função já existia. Mas, segundo o vídeo, o que levaria "hoooras" (ênfase seguida de um sorrisinho sarcástico do gerente de produtos que faz a demonstração) para ser modificado, vai levar apenas um segundo.

* Uma foto genial em um click. NOT.

terça-feira, 6 de abril de 2010

The New NME

* Lindas as dez capas comemorativas da nova e reformulada NME! Achei que a revista perdeu aquela cara de tablóide e de "revista Contigo indie" e acabou ficando igual a todas as revistas americanas de música: um ar careta, sério, "adulto".

*Não que isso seja ruim (principalmente se as matérias melhorarem), mas aquela bagunça generalizada e despretensiosa vai fazer falta.

* Como ainda não vimos o conteúdo, ficamos com as capas mesmo. A do Jack White e a do James Murphy são para colecionar:










--> Para saber mais:

[ The New NME ]